ECO Lar

Cultivar ervas em casa ou na varanda

Sabia que pode cultivar uma grande variedade de ervas aromáticas em casa? Os meses de transição entre a primavera e o Verão são os melhores para o começar a fazer, é neste período que as sementes começam a despertar e a Natureza começa a florir na sua casa.

https://www.jamieoliver.com/features/the-ultimate-guide-to-growing-herbs/
O cheiro de Hortelã fresca é único, e como esse muito mais ervas aromáticas podem ajudar a dar um novo aroma à sua casa e, especialmente, à sua varanda, por isso muitas famílias optam por cultivar as suas próprias sementes de forma a usufruírem dos mais diferentes sabores à mesa. Pode também desfrutar de um saudável chá de hortelã fresca que certamente não se irá arrepender pois será muito mais fresco e intenso que qualquer outra saqueta que possa comprar num supermercado.Reunimos para si um guia simples de como o fazer.
Escolha as ervas de que mais gosta - plantar é fácil!

Como começar?

Antes de mais, precisa de decidir qual o caminho que pretende seguir, se opta por começar do 0 e germinar as sementes desde o início do processo ou se pretende adquirir plantas previamente criadas e plantá-las posteriormente em vasos ou floreiras que designou para as mesmas.

Cultivar ervas a partir de sementes

Se decidir começar de uma pá, por assim dizer, terá de obter três coisas para começar: uma sementeira, sementes e um substrato. Em vez de uma sementeira, uma caixa pode ser suficiente. A turfa é uma boa escolha de substrato, pois é muito boa para semear, sendo então mais fácil de transplantar.

1. Não plantar muitas sementes de uma vez, apenas algumas em cada célula da sementeira, para que germinem bem.

2. Adicione pequenas placas com o nome de cada uma delas para serem mais fácil de reconhecer durante o processo de germinação.

3. As sementeiras são idealmente colocadas no interior do parapeito da janela.

4. As sementes precisam de humidade suficiente, é aconselhável cobrir os recipientes com uma folha ou tampa transparente.

5. A humidade deve ser controlada para que a argila não derreta devido à humidade excessiva, ao mesmo tempo que é importante proteger para que o substrato não seque. Utilizar o ponto de orvalho para a rega.

6. Cultivar dentro de casa possui por vezes algumas vantagens em comparação com o exterior, por exemplo a Madressilva necessita de cerca de 28 dias para germinar num canteiro exterior, porém ao fazê-lo no interior de sua casa este processo deverá demorar apenas 7 dias até um broto despertar. Outras ervas seguem o mesmo método.

7. Após algumas semanas a sua planta estará pronta para a primeira mudança de vaso, isto é necessário para que a planta cresça e possua espaço suficiente para crescer de forma saudável. Retire cuidadosamente a sua planta agarrando a parte mais grossa e sem quebrar as raízes e deposite num sítio seguro perto de si. Seguidamente coloque algumas pequenas pedras no fundo do novo vaso de modo a criar uma base antes de colocar o substrato ( isto vai permitir que o ar circule por baixo das planta mais facilmente e também para que caso a regue demasiado ela se possa livrar do excesso de água naturalmente sem danificar a base), adicione agora alguma terra seguida da sua planta e cubra o restante espaço, lembre-se de ir calçando em volta da planta para que esta ganhe estabilidade.

8. Passar do parapeito interior da janela para a varanda não deve ser chocante, é melhor endurecer gradualmente as plantas, ventilar o quarto em que se encontram, movê-las diariamente para fora para se habituarem às condições do exterior.Proteja-as de correntes de ar e luz solar directa.

9. Não apresse o processo! Se começar em meados de Março as suas plantas estarão prontas para plantação por volta de Maio, lembre-se sempre também que a maior parte das ervas aromáticas são termófilas, o que significa que a geada matinal em meses mais frios podem causar danos irreversíveis.

Mesmo num espaço realmente pequeno, pode ser criado um verdadeiro jardim de ervas

Cultivo de ervas a partir de brotos

Se quiser ter ervas sempre à mão pode optar por adquirir plantas previamente cultivadas e prontas a serem usadas, aconselhamos a investigar as condições mais adequadas para a manutenção das mesmas em casa de modo a não correr riscos, a humidade, por exemplo, pode trazer bolor o que obviamente não será bom para a sua planta. Preste também atenção a possíveis pestes de pequenos insectos que podem atacar e danificar os seus cultivos, caso isso aconteça, aconselhamos que peça ajuda a uma loja especializada ou centro de jardinagem perto de si.

Se cultivares ervas verticalmente, pouparás muito espaço

Escolha o substrato certo para as suas ervas

O substrato certo é essencial para que as suas ervas e plantas cresçam de forma saudável, mas como escolher?

1. O solo com adição de turfa é sempre mais adequado pois torna-o mais permeável, leve e rico em nutrientes.

2. Também se pode obter um substrato especial para o cultivo de ervas aromáticas. Obtenham conselhos directamente no jardim, saberão qual da sua oferta é ideal para as suas ervas e condições de cultivo.

3. Pode também adicionar alguma areia à sua mistura, isto ajuda a arejar o solo mais facilmente.4. Tenha em mente que as ervas cultivadas num vaso precisam de solo mais nutritivo do que as cultivadas no exterior no canteiro de flores. Portanto, não poupe no substrato.

5. Respectivamente à fertilização, algumas ervas como o tomilho, oregãos ou alecrim crescem maioritariamente em solos mais secos e pedregosos, como tal não necessitam de serem fertilizados frequentemente como outras espécies, até pelo contrário podem perder o aroma e sabor. Este tipo de ervas irá sair beneficiado no entanto se as replantar num solo fresco uma vez por ano.

One colocar as ervas em casa

Cada erva tem necessidades diferentes e é bom conhecer as suas características básicas. Enquanto uma pode resistir à luz directa do sol, outra pode estar à sombra todo o dia e não murchará.

1. A luz solar directa , ou seja, uma varanda ou parapeito de janela virado para sul, é adequada para ervas com origem no ambiente mediterrânico. Exemplos são o rosmaninho, lavanda, manjericão, orégano, tomilho, salva ou folha de louro.

2. A sombra parcial proporcionada por uma varanda ou janela da casa será apreciada por estevia, madressilva ou menta.

3. A falta de luz é outro dos aspectos que deve ter em conta. Plantas viradas para norte geralmente recebem menos luz durante o dia, o que afeta o seu desenvolvimento, no entanto para algumas delas como a hortelã ou cebolinho isto não é tão importante.

4. Totalmente no interior , por exemplo, no armário da cozinha, a erva-limão vai sobressair bem. O diospiro também germinará fácil e rapidamente atrás da janela.

! Tenha cuidado se tiver ervas aromáticas em casa no parapeito da janela. Se houver aquecimento directamente debaixo do parapeito da janela, o substrato secará mais rapidamente. Os esboços também podem danificar as plantas.

Os seus filhos podem ajudá-lo a cultivar ervas em casa - é divertido!

Que vaso ou canteiro escolher?

Existe uma enorme panóplia de diferentes escolhas no que toca a vasos que pode utilizar , desde os mais básicos de plástico ou cerâmica ou ideias mais criativas como acessórios para pendurar na parede ou teto que sempre o irão ajudar a decorar a sua casa mais facilmente usando o seu novo hobbie. Uma escolha prática e funcional pode ser por exemplo a escolha de um vaso autoirrigável, que além de ser fácil de integrar no seu ambiente escolhido vai ainda ajudá-lo a cuidar da sua planta mais facilmente.

1. Deverá colocar pequenas pedras ou fragmentos de tijolo no fundo do vaso antes de adicionar o restante substrato à sua planta.

2. Colocar uma planta a cerca de 2 cm do topo do vaso, empurrá-la suavemente para o solo e depois adicionar outra camada, cerca de um centímetro de terra.

3. A escolha do tamanho é essencial, ervas como a hortelã dão-se especialmente bem num ambiente com mais espaço então um vaso maior será a melhor escolha, enquanto outras como a lavanda não necessitam de um espaço tão grande assim para também elas prosperarem.

Ervas Aquáticas

Com que frequência as ervas precisam ser regadas? Quais precisam de água todos os dias e quais são mais resistentes à seca? Uma regra universal não pode ser facilmente calculada, mas para a maioria dos tipos de ervas é importante que o solo esteja sempre húmido. Ao mesmo tempo, porém, é preciso ter cuidado para não regar em demasia fazendo com que apodreça. Portanto, é melhor dar alguma água às ervas todos os dias do que encharcá-las uma vez por semana.

1. Alguns dos tipos mais sensíveis e que poderão secar facilmente são manjericão, salsa, cebolinho ou ainda a hortelã, sendo aconselhável algum cuidado extra.

2. A seca ocasional não perturbará as ervas mediterrânicas como o tomilho e o alecrim, a estas o método que mencionámos acima de colocar algumas pedras entre o canteiro e o substrato será especialmente recomendável de forma a realizar a drenagem do excesso de água protegendo assim as raízes.

3. O hortelã, manjericão, salsa e cebolinho são sensíveis a derrames. Portanto, tenha cuidado para que não fiquem na água, podem começar a apodrecer.

A água da torneira é perfeitamente usável para regar os seus cultivos, alternativamente pode adicionar um fertilizante cristalino com maior teor de azoto antes da rega uma vez a cada duas semanas. Sugerimos ainda conservar e posteriormente usar a água da chuva, esta contém nutrientes adquiridos de formas naturais que vão certamente ajudar as suas plantas a uma mais fácil aclimatização.

Tenha especial cuidado se as suas ervas começarem a apresentar folhas de uma cor amarelada e menos firmes, isto pode ser um sinal de que necessitam de ser regadas.

Que ervas podemos plantar em conjunto?

Não é necessário plantar cada erva separadamente, se combinadas da forma correcta, o seu crescimento não será afetado, em alguns casos pode até ser benéfico para as diferentes espécies. Aconselhamos um canteiro/caixa para diferentes tipos ou pode também optar por um vaso em cascata.

1. Uma das nossas sugestões seria uma caixa com Sálvia, salsa, cebolinho e oregãos, tudo o que necessita para os acabamentos de uma boa sopa.

2. Pode colocar anis, endro, coentros e funcho na floreira seguinte.

3. Pode também tentar combinar diferentes tipos de manjericão.

Tenha especial atenção com o cultivo da menta ou tomilho, eles consomem mais espaço e podem oprimir outras plantas.